Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Igreja em Barroso

A Igreja em Barroso

03
Mar20

Quanto vale fazer 80 anos

Pe. Fontes só.jpg

Subi aos 80, ou diria desci aos 80 anos em 22-2-2020, quase sem dar conta, nem supunha que viessem tão cedo. tudo somado, resto zero, diria nas horas de desalento contabilístico…foi uma vida divertida, a brincar e a difundir alegria, paz, autoestima, fazendo do trabalho uma festa contagiante.

Saído da escola com a 4ª classe, amigo da leitura, quis continuar a estudar com a miragem de ser padre para pregar e ter um rádio, virado para a rua e comunidade de Cambezes. Com 10 anos e menos dizia que queria ser padre. e lá fui para vila real degradado para estudar 12 anos seguidos, controversos, tentando vencer desânimos, manter a decisão, dizer sim continuo mesmo perante os castigos dos superiores e fuga dos amigos.
A minha agenda desde os 15 anos era o meu desabafo dia a dia, escondida às vezes com alfabeto convencional, que hoje não sei interpretar, ora com tinta invisível..

Vencidas todas as provocações e tentações e contra todas as expulsões e previsões, aos 19 anos decidi ao acabar o curso aos 22 anos, aguardar os 24 da lei, e aos 23 recebo ordem à pressa do bispo(António Valente da Fonseca): prepara-te que te vou fazer padre, mas tens de mudar a casaca e vencidas todas as dúvidas, segui a regra de Santo Agostinho: si isti et istae, cur non ego?
Nos fracassos dizia como S. Paulo: omnia possum in eo qui me confortat: suficit tibi gratiam meam. miqui vivere cristus est.
E lá cheguei ao altar de Deus,
qui laetificat juvenetutem meam
tomei como norma de acção pastoral: instaurare omnia in cristo.

Comecei por missionar Tourém, Pitões, Paredes e Covelães, transpondo a serra da Mourela a cavalo aos sábados e domingos, frio, chuva, vento, lobos, fome nada me desmotivou. oito anos hoje pareceram 8 meses, alegres, de muitas aventuras, contactos com a galiza irmã. Grandes nevadas me prenderam. Ocupei-me em escrever e investigar os costumes locais, aos serões. Teatros fiadeiros, carnavais, escola, excursões a Fátima, Lisboa, grandes capitais e monumentos tudo para maiorem dei gloriam, seguindo as normas de abertura do vaticano ll, com a liberdade duma igreja arejada e as aberturas do 25 de abril tive algumas dificuldades e rejeições, que venci. Labor omnia vincit. Bonum certamen, certavi, cursum consumavi, fidem servavi.

Nas horas mais difíceis, ouvia esta voz: venite ad me omnes qui laboratis et honorati estis, et ego reficiam vos. Com mágoa deixei a Mourela e fui mandado pelo meu bispo António Cardoso da Cunha para as paróquias de Vilar de Perdizes, Meixide e Soutelinho da Raia, onde tive de me aculturar, contrastando e aprendendo do povo e da experiência do velho reitor, (1971. 2015) que prognosticou: parece bom rapaz, mas também pode ser o diabo. Passados os 80 cito e digo cupio dissovere et esse cum christo. como paulo desabafo: mici vivere christus est, mori lucrum.
Quis potest capere capiat……

António Lourenço Fontes

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub